A gênese de um Duplo Digital | Digital Self, formado por biosensores, hologramas visuais, instrumentos acústicos orgânicos e sons espirituais vocais.

A poética de Aural Genesis LIVE Machina (trilogia síntese de #LiveLivingPerformanceProject) é inspirada em mitologias femininas relacionadas com os elementos da natureza. A concepção de um corpo híbrido orgânico-digital busca a recuperação da aura da obra de arte através do (re)nascimento de um corpo feminino, ao vivo, com interação do público.
Mesclando a intensidade sonora de sons percurssivos acústicos a uma espécie de êxtase performativo e meditativo vocal-digital, a performance forma uma gênese na qual não há dualidade na relação entre entre corpo e mente, ambos compostos pela síntese dos quatro elementos da natureza – fogo, ar, terra e água. Esta síntese é o ÉTER, o espaço e o som que tudo permeia.
Do fundo dos profundos vulcões – da alma, do corpo e das máquinas – surge a combinação perfeita para um intenso momento de êxtase coletivo.

Aural Genesis|LIVE MACHINA explora conceitos de não dualidade e impermanência através da compreensão das constantes transformações de nossa percepção e consciência coletivas.

Projeto em fase de pesquisa e captação de imagens.

 

 



EXIBIR COMENTÁRIOS +

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será exibido publicamente
Campos obrigatórios são marcados *

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os comentários do site são moderados e aprovados previamente.