Vou repetir vastidão

Palavra de clarão

Pois é de potente intenção

De passagem pelo aberto mar

 
 01
 

Da melodia de tríade de mulheres

De vontade-coragem, por quê não?

De dia da luz que irradia

De noite “alumiando” lua

Da orla brilhando prata na rua

De ouro na pedra de sol rachar

 

ouro

 

Imensidão de água salá

De Iemanjá mulher de Ifá

Sábia demais, não sabe calar

Cobre tudo e veio ao mundo encantar

Fecunda vida

É mãe de muito Orixá

 

6

 

Fez estrela e da nuvem nasceu

Abençoada foi pela lua

Clareza embalando nua

Na orla maravilhosa

Foi brisa leve do simples sonhar

 
8 copy
 

Por isso ajoelhei a ela e vim aqui contar

Entre ondas, pedras e conchas

Meu gesto de gratidão, foi diante do mar!

 

2

 

Lícia D. B.



EXIBIR COMENTÁRIOS +

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será exibido publicamente
Campos obrigatórios são marcados *

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os comentários do site são moderados e aprovados previamente.