Carolina Berger é artista multimídia e performer com carreira em pesquisa e docência – Doutora em Meios e Processos Audiovisuais, na ECA-USP, mestre em Documentário Cinematográfico na Universidad del Cine – Buenos Aires (AR) e graduada em jornalismo pela UFSM.

Com prêmios nacionais e internacionais para suas obras audiovisuais documentais (Herança e Paragem do Tempo), a artista realizou estágio de pesquisa e estreia internacional de #LiveLivingPerformanceProject | Awakening Performance em Singapura, em 2015, orientada pelo ator e diretor Steve Dixon, reitor da LASALLE College of the Arts, e também autor de um dos livros mais importantes sobre performance digital, publicado pelo MIT: Digital performance: a History of New Media in Theater, Dance, Performance Art, and Instalation. The MIT Press: Cambridge, 2007. LASALLE College of the Arts recebeu prêmio de melhor universidade privada (EduTrust Star) do EduTrust Award (Singapura), em 2015.

Em doutorado, Carolina Berger cria #LiveLivingPerformanceProject, obra de literatura e performance multimídia, na qual interpreta uma tríade feminina C.B. (Performer), Madame C. Bécamier (heterônimo literário) e Lícia D. B. (personagem alterego), criando uma mitologia pessoal, conceitualmente fundamentada por uma extensa carreira de pesquisa. O projeto discute temas como liberdade consciente, padronização dos modos de vida e do corpo feminino na atualidade.

Foi professora no Curso Superior de Tecnologia em Produção Audiovisual, na FAMECOS – PUC/RS, e na Pós-Graduação de Cinema Vídeo e TV – Estética da Imagem em movimento no Centro Universitário Belas Artes – SP. Tem publicado artigos sobre documentário, performance audiovisual e  multimídia.

Artista Audiovisual / Prêmios

Dirigiu o documentário Herança (2007, 25min, DVCAM ), curta-metragem cujo argumento foi premiado no Concurso NUFF Global Change (Nordic Youth Film Festival), prêmio internacional para financiamento de projetos sobre mudanças climáticas. Herança recebe premiação de Melhor VídeoDocumentário Independente no Gramado Cine Vídeo, e Melhor Documentário Nacional no Santa Maria Vídeo e Cinema, entre outros. Herança foi também selecionado para fazer parte de vários festivais internacionais, tendo sido exibido em países como Espanha, República Tcheca e Indonésia.

Em 2008 vence, no Rio Grande do Sul, o concurso DOCTV IV e realiza o documentário Paragem do tempo (Betacam digital, cor, 52 minutos), produzido para a série DOCTV Brasil.

                                                          E como sempre diz C.B. > AVANTE!



EXIBIR COMENTÁRIOS +

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será exibido publicamente
Campos obrigatórios são marcados *

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os comentários do site são moderados e aprovados previamente.